11 de Agosto de 2017, Stephan Peixoto, A.K.A Sain, disponibilizou seu primeiro disco solo “Dose de Adrenalina, seguindo a maré de lançamentos do selo Piramide Perdida entre 2015 e 2017, mas aqui, entraremos em um contexto que vai além dos outros lançamentos da gravadora, tendo como base o conceito e um pouco da profundidade (na minha opinião) que o disco proporcionou em algumas audições.

Se você conhece um pouco da trajetória do artista pode perceber que parte das conexões “por trás dos bastidores” do Rap nacional aconteceram por conta dele, sem entrar em muitos detalhes ou falar nomes de artistas e grupos, vemos aqui, hoje, um disco profundo feito a partir de uma seleção incrível de beats, como dito entre os episódios I e II de seu mini documentário, e além disso, é importante notar uma fase mais madura, ou diria mais pessoal? Bem, este foi um disco solo, e por mais que tenha a colaboração de outros músicos e produtores notamos algo mais delicado, íntimo, principalmente no Rap, onde cada letra carrega a dádiva e a maldição de ser quem você é, e, dessa forma, se você não tiver nada pra dizer vai perceber o quão vago o produto final fica, então, se não tiver nada pra falar, não fale.

“Amigos que partiram e uma visão peculiar, bem única, sobre o crime, ruas, madrugada…”

Diferente disso, Sain veio com assuntos para dialogar como: amor, experiências, busca pelo descanso e tranquilidade em meio a uma rotina conturbada, como versado em “Prato do Dia”: “Minha família tem fome e sede igual você, me diz porque que eu tô errado se eu quiser tirar um lazer?”.

Amigos que partiram, e uma visão peculiar, bem única, sobre o crime, ruas, madrugada e essas porra toda, levando em consideração que sobre crime, tráfico e outros assuntos não existe quem sabe mais ou menos independente da vivência, portanto, seja próximo da área mais nobre ou no fundo do subúrbio, saiba o que falar, e, em “Dose de Adrenalina“, Sain chegou devagar e fez bem.

Quanto às participações nomeadas do trabalho temos: Luccas Carlos na faixa que nomeia o disco, Desliga, e Notas Remix”, além de assumir boa participação no disco em “Pronto”, Interlúdio Curvas e Sussurros na Fumaça”; BK’ em Quem é Dono da Área, e também no remix da última track junto com CHS e Brill; Felp em Eu sei Bem, EL Lif 100% envolvido na produção do disco, Arthur Luna na finalização do projeto além de outros envolvidos que merecem todos os créditos pelo excelente trabalho.

Dose de Adrenalina é um disco com muita influência em Soul e Jazz Music “Menos papo, Mais Jazz”, “Sussurros na Fumaça”, Golden Era “Agradecimentos” ,“Vivências” e na minha concepção o grande destaque da obra foi a própria produção musical, utilizando diversos samples dando todo valor a cada um dos versos  demonstrando uma profundidade enorme dentro da obra, caracterizando que menos é mais, em uma fase onde todo mundo quer só fazer Trap ou BoomBap, Sain junto com sua equipe mostrou um caminho diferente, sem se importar em agradar todo mundo, sendo apenas ele mesmo.

Dose de Adrenalina em 3 faixas: Prato do Dia, Pronto, Interlúdio Curvas

Lista de músicas

  1. Prato do Dia (Prod. El Lif Beatz e Sain)
  2. Doses de Adrenalina part. Luccas Carlos (Prod. Sain e Mr Break)
  3. Quem é da Área part. BK (Prod. Coyote Beatz)
  4. Vivência (Prod. Sain)
  5. Sussuros na Fumaça
  6. Interlúdio “Curvas” (Prod. El Lif Beatz e Sain)
  7. Mais Jazz, Menos Papo (Prod. Sain e Tim Lisandro)
  8. Eu Sei Bem part. Felp (Prod. Sain e Felp)
  9. Desliga part. Luccas Carlos (Prod. WC Beats)
  10. 09.11 (Prod. El Lif Beatz)
  11. Pronto (Prod. El Lif Beatz)
  12. Agradecimentos (Prod. Sain)
  13. Notas Remix part. Nectar Gang e Luccas Carlos (Prod. JXNV$)
COMPARTILHAR

DEIXE SUA OPINIÃO