Integrante do DV Tribo e do coletivo mineiro GE, Fabrício FBC lançou o clipe de Cimento e Lágrimas no ultimo dia 13 (quinta-feira), o que já pode ter o status de clássico.

Como o título sugere, o som foi inspirado na eterna “Construção” de Chico Buarque. Não apenas isto, Fabrício introduz seus versos com as primeiras linhas da canção original, mais especificamente em “Amou daquela vez como se fosse a última./Beijou sua mulher como se fosse a última./E cada filho seu como se fosse o único./E atravessou a rua com seu passo tímido./Subiu a construção como se fosse máquina./Ergueu no patamar quatro paredes sólidas./Tijolo com tijolo num desenho mágico./Seus olhos embotados de cimento e lágrima.

A abordagem é direta, onde qualquer cidadão médio brasileiro se vê nas rimas. O artista se expressa como qualquer cidadão trabalhador de classe baixa que acorda cedo, se submete a um patrão, empregos subalternos e um salário mínimo e tem seus sonhos tolhidos por todos estes e outros fatores, fugindo da vida do crime.

A produção é de DJ Cost e a direção do clipe é do já reconhecido Pdrão. A captação de voz e os trabalhos de mixagem e masterização são do DJ Spider, no estúdio Probeatz.

MAIS HISTÓRIAS

Mc e futuro advogado. Ainda que seja um avanço, para muitos ainda é pecado.

DEIXE SUA OPINIÃO