Em nível bem imerso o som “Dano Interno II”, o lançamento de Matheus Coringa e Qua$imorto, é o resultado de uma conexão Rio de Janeiro e Manaus de longa data. A origem do som nasceu há dois anos com a música “Dano Interno“, composta pelo Coringa e pelo Victor XAMÃ, ambos em Manaus na época.

Foi o som que deu origem ao nome O.D. Kill, do meu coletivo, era uma letra minha antiga que eu escrevi poucos dias antes de ir pra Manaus. Chegando em Manaus, eu cantei esse som e o Xamã ouviu, curtiu o beat, a ideia e disse que tinha uma letra que podia encaixar na temática do Dano. Ele mandou na hora e ‘pqp’ casou perfeitamente (…) A gente gostava muito de cantar nos shows e tal, era uma energia muito forte e significativa pra nós!!“, explica Matheus e XAMÃ completa que essa parceria uniu ainda mais os dois grupos e coletivos, referindo-se à O.D Kill e Qua$imorto.

Já a “Dano Interno II” veio literalmente para abrir os caminhos dos rappers em 2017, com a ideia de continuar essa história iniciada no norte do país, se reuniram no final de 2016 no sudeste, especificamente em São Paulo e no Rio de Janeiro e decidiram fechar o projeto, mas agora com a presença do grande João, O Alquimista que é integrante do Qua$imorto e amigo do Matheus há dez anos.

Em cima de um dark trap feito pelo Victor XAMÃ, com toques psicodélicos, os caras trouxeram uma série de questionamentos sobre a situação atual do mundo, além de mesclar com indagações sobre o cenário atual do hip hop.

O clipe traz uma referência subjetiva ao Teste de Rorschach – teste psicológico projetivo de personalidade que utiliza desenhos/borrões em formatos abstratos -, apesar de conseguir identificar os rappers no clipe, podem trazer outros significados e formatos ao público. A interpretação fica por sua conta, se trata de uma perspectiva subjetiva. Confira o clipe!

Todos vieram de atuações prósperas em relação aos lançamentos de 2016, além da ascensão dos seus trabalhos na cena do rap nacional.

Qua$imorto lançou o single “As Lascas do Quartzo Rosa com a participação da cantora francesa Manon Ribat, Victor XAMÃ está nos preparativos para o seu novo álbum solo, além das suas participações em grandes grupos da cena do Rap BR e Matheus Coringa que lançou o obscuro e conceitual álbum “Nictofilia, trabalho que explora de maneira intensa a relação que possui consigo mesmo, mas enaltecendo o seu lado mais sombrio.

Agora coloque ‘Dano Interno II’ para tocar e feche os olhos. Você sentirá e verá as nuances de azul que essa música traz, da leveza ao macabro, do calmo ao turvo, do azul céu ao escuro do oceano e, para completar, misturado aos tons verdes do rio.

Trecho da música
Espíritos livres respiram aliviados nesse inferno
Seres empíricos se privam em um quarto escuro e brisam no estéreo
2017 o ano dos líricos
Enterrando os mistérios

DEIXE UM COMETÁRIO